quinta-feira, 5 de setembro de 2013

O ALOUETTE III 9380

Provavelmente alguns dos frequentadores do Blog pilotaram, voaram ou trabalharam no helicóptero Alouette III, que teve na Força Aérea Portuguesa a matricula 9380.
A sua historia sucinta:
Acabado de fabricar pela Sud Aviation em Marignane, Marselha no dia 19 de Janeiro de 1971, chegou às instalações das OGMA em Alverca no dia 20 de Fevereiro. Após preparação para envio para a 2ª Região Aérea, Angola, por via marítima, embarcou no navio “Bailundo” em 15 de Abril, tendo como destino a Esq.94 a operar a partir da BA-9, Luanda.
Após montagem deste helicóptero nesta unidade, encontrava-se pronto para operações no dia 3 de Maio do mesmo ano. É possível verificar que no dia 18 de Junho se apresentava na configuração de heli-canhão, armado com o MG-151.
Transferido para o Leste de Angola (ZIL), ingressou na Esq.402 “Saltimbancos” a voar a partir do Aeródromo de recurso do Luso. 
Em 22 de Julho de 1972, tem um primeiro acidente na pista do Aérodromo de Cangamba, resultante de colisão na rolagem, com objecto no solo. 
Posteriormente recuperado, retoma operações a partir da BA-9, até que em 14 de Setembro de 1973 é vitima de novo acidente em Caluaco, onde teve colisão em voo com o AL-III “9294”, em voo de Quicabo para Luanda.
Novamente recuperado é uma vez mais integrado na Esq.94 onde mantém a operacionalidade em Angola até meados de Abril de 1975. 
De volta à Metrópole é sujeito nas OGMA à sua montagem após transporte e Inspecção das 400 horas em 24 de Maio. 
Atribuído ao G.A.H (Grupo Aéreo de Helicópteros) na BA-6, Montijo em Maio de 1977 voa nesta unidade até ser atribuído à Esq.552 na BA-3, Tancos em Novembro de 1979. Em 22 de Abril de 1981, tem novo acidente ligeiro na zona das Panasqueiras, Covilhã. 
Considerado como excedente para uso na FAP, é vendido à Heliserviço em Abril de 1987.
Foi posteriormente vendido para França onde obteve o registo F-ODTE e mais tarde F-GEPF; mudou novamente de dono, emigrando para o Equador onde obteve a matrícula HC-BOB.
Mais tarde voltou para França com o registo F-GEPF, apenas para ser vendido pouco tempo depois a Espanha com a inscrição EC-FEM.
Em 1991 voltou para França como F-GIQL, onde passou nove anos até ter sido finalmente vendido à firma Sueca, Helinord AB em 25 de Maio de 2000, onde com a matrícula SE-HTH, ainda voa nos nossos dias, sendo utilizado para transporte turístico e trabalhos aéreos.
Historial da aeronave apresentado pela Helinord:

Ao fim de 42 anos de actividade aérea, muitos de vós poderão relembrar como era voar no 9380 através da visualização destes magníficos vídeos.





Abraços







Mário Dinis

1 comentário:

  1. Bonito "Histórico",quase como o Português Emigrante,e este vai "morrer" de velho.

    ResponderEliminar