sexta-feira, 21 de outubro de 2016

A MINHA CARECADA "EXTRA"

2ª. de 1968 - 3ª. Secção 1ª. Esquadrilha
Estes últimos relatos das recrutas, nomeadamente "A carecada do Sérgio Teixeira", vieram-me avivar a memória sobre o assunto.
Como é sabido, aquando do início da recruta, um dos rituais era a passagem pela barbearia, para todos ficarem em igualdade capilar.
Recruta com o meu amigo Ricardo, ele já aluno
A partir desta, era suposto não sermos sujeitos a mais, desde que, respeitando as normas (RDM), ou salvo algum desvario superior, muitas vezes utilizado apenas e só para inferiorizar a praça, ou apenas, pretensa demonstração de poder.
Mas vamos aos factos: A minha carecada "extra"!
Decorria o último dia da recruta 2ª.68. Depois de uma manhã de "preparação", o habitual regresso antes do almoço, ao 2º. piso da Esquadrilha.
Por qualquer razão, gerou-se confusão entre as várias camaratas do piso, com movimentação de travesseiros, baldes do lixo e outros utensílios disponíveis, utilizados como arremesso em autêntica batalha.
Escusado será dizer, que o local não ficou com grande apresentação.
E claro, esta insubordinação motivou por parte do comandante da recruta, Major McBryde, formatura na parada e o indagar dos responsáveis pelo "tumulto", sob a ameaça de toda a Esquadrilha ser castigada.
Como ninguém se "cortava", eis que salta da formatura um "bufo" (era um gajo moçambicano repetente da 1ª.68), que indigitou um grupo de 6 ou 7, no qual eu era incluído (!).
Resultado:  condução do grupo para a "casa da rata", onde nos foram servir o almoço e de tarde recebemos a visita do barbeiro para o respectivo aparo capilar.
Estava reposta a ordem e a disciplina, meia dúzia pagariam pelos "desacatos" cometidos por mais de uma centena!
O regresso ao normal !
A coisa entretanto, começava a ficar preta, analisando a ordem de clausura, os mais pessimistas já viam a possibilidade de a recruta estar perdida.
Depois de passarmos a noite, mal dormida, nos novos aposentos, o começo do dia do juramento - 30/8/68 - era de incerteza, mas, para nosso sossego, acabaram por nos ir buscar e levar à esquadrilha para fardar e conduzir á parada para o juramento de bandeira... hufa !!!
Safámo-nos !
Só que, trouxemos para a semaninha de férias um novo visual capilar. À época era um tanto constrangedor, hoje não seria tanto, dado ser moda.
Algumas semanas após, já no início da especialidade, já se notava algum retorno à normalidade capilar,


Sem comentários:

Enviar um comentário