sexta-feira, 25 de novembro de 2011

REVIVENDO O DO-27

video
Algumas opiniões expressas no FaceBook, por ex-companheiros sobre esta aeronave:
Francisco Vasconcelos MMAPequeno video, mas que dá para recordar, as muitas horas de voo, que fizemos,em operações e acções humanitárias.

Recordo o abastecimento pelo ar, de mantimentos como carne e peixe congelados  e, o que em alguns buracos, mais queriam, o correio dos entes queridos. Evacuações como se sabe eram o prato do dia!
Um cenário que vivi com a frequência própria de um conflito como o que enfrentámos. A recolha do enfermo, a partida, a eloquência do assistente enfermeiro prestando os primeiros cuidados durante a missão e a recolha pela ambulância no destino na procura da recuperação de mais uma vida. Pese embora a indumentária dos "assistentes" parece de época mais distante, um dos elementos parece ser o Tomaz (MMA) de óculos rayban.
Bem escrito meu amigo. Sinto a emoção viva de quem lá esteve. GOSTEI
Vaidoso...
Como essa emoção ainda perdura nessas palavras sentidas e vividas para lá das décadas que passaram(...),sim! Por vezes era complicado...dava-se o melhor que tínhamos fazíamos o melhor que sabíamos. Objectivo: não deixar ninguém para trás! RELEMBREI! Abraço, Teixeira.
Alberto M Roxo Cruz PILEu também fiz muitas evacuações no DO-27. Concordo que os Helis iam onde nós não podiamos ir, mas não eram os únicos a "arriscar".

Fiz evacuações nocturnas em DO-27, que só quem os voou sabe o problema que era aterrar no "mato" com candeiros de petróleo...
Estávamos todos com o mesmo espírito de missão e, pelo menos na Guiné, a simbiose era perfeita.
Claro que sim, Amigo Cruz, todos estávamos imbuídos do mesmo espírito de MISSÃO! Porém, há sempre quem deixe escapar um pouco mais de emoção...
Vocês aterravam e descolavam com os candeeiros acessos, nós nos hélis fazia-mos evacuações de fogueira para fogueira. Recordo uma evacuação no Cuito Cuanavale que a nosso pedido fosse feita uma grande fogueira para ponto de referência e qual é o nosso espanto...surgiram algumas, muitas, os nossos "amigos" escutaram-nos e....baralharam. Missão abortada, no dia seguinte descolamos para evacuar o ferido e fomos recebidos com ameaças de morte, ele tinha morrido.
Que vocês me desculpem, mas esta conversa de "nós éramos os maiores!!!" complica-me com o "sistema". Melhores foram TODOS aqueles que deram o seu MELHOR, fossem eles pilotos, mecânicos, controladores... Não havia lugar para "rambos"...
Julio Pegado ‎PIL
"Melhores foram TODOS aqueles que deram o seo MELHOR" dizes bem João, mas infelizmente para a historia só os que fugiram para Argelia é que são os heróis !
Tenho a consciência tranquila por ter dado o meu melhor

Sem comentários:

Enviar um comentário