sexta-feira, 28 de novembro de 2008

RADIO AMADORISMO

Hobbie e Arte
Texto de: Eduardo Mata
Desde longa data, que sou adepto do radioamadorismo. 
Essa vocação vem desde tenra idade, andava ainda na Escola Secundária, ficando a olhar para as antenas de um amador veterano que vivia na cidade da Beira em Moçambique, mas que nunca o conheci. Quando ingressei na Força Aérea Portuguesa, tive a sorte de ter uma especialidade ligada a electrónica e por conseguinte às comunicações. Fiquei entusiasmado, quando em Angola, testando os equipamentos de VHF de um avião e chamando a torre de control, a resposta surge do lado oriental, respondendo-me a torre de Tete em Moçambique. Aí fiquei empolgado. Tornei-me Radioamador em 1980 com o indicativo CT1ATO. Desde essa data, o meu grande prazer é comunicar com outros povos, mantendo permanentemente está paixão. Tenho confirmados cerca de 200 países. No entanto comecei a dedicar-me à escuta de satélites, principalmente na área de meteorologia. Hoje tenho uma estação que é controlada por software (DXLAB), que acho um excelente programa. Faço APRS, uma modalidade que é interessante e com alguma utilidade. Para satélites utilizo o XTOImage, para receber as imagens dos satélites de órbita baixa e o WXTrack para seguir as órbitas dos mesmos. Sou um entusiasta da meteorologia, tendo também uma estação meteorológica WS2000 com display e com interface para o computador. A minha estação é composta por um equipamento YAESU FT-920, um amplificador linear da HEATHKIT SB-200, um equipamento ICOM-FT-275H, vários aparelhos de VHF e UHF. Tenho um receptor de Satélite R2FX de fabrico alemão e que é bastante fiável. Neste momento tenho o projecto para a recepção de Satélites de órbita geostacionária, tendo o feed já construído, faltando-me a parábola para terminar o processo. Em termos de antenas, possuo uma TH6DXX da HI-GAYN para os 10-15 e 20 mts, uma yagui de 5 elementos da marca DIAMOND, para os 50mgc, duas antenas de elementos cruzados de 10 elementos cada para VHF, da JAYBEAM, duas antenas de elementos cruzados de 12 elementos para UHF da JAYBEAM, duas antenas discone para recepção da marca DIAMOND e vários dipolos. 
A modalidade que mais admiro é ACARS, que é muito interessante. Tenho 55 anos e trabalho no Instituto Superior de Engenharia do Porto, como Técnico de Laboratório de Ensino. Sou membro e sócio fundador da AMRAD http://www.amrad.pt/ , organização não governamental de apoio à juventude. A Associação Portuguesa de Amadores de Rádio para a Investigação, Educação e Desenvolvimento, abreviadamente designada por AMRAD, é uma ONG, organização não-governamental de desenvolvimento, e foi criada com o propósito de promover e elevar a Cultura Científica e Tecnológica em Portugal, assim como o Estudo das Ciências Radioeléctricas e Aeroespaciais, a Cooperação e o Desenvolvimento, para o Serviço de Amador e Satélite de Amador, dirigido para acções da educação e qualificação técnica e pré-profissional dos jovens estudantes. A AMRAD é uma instituição privada de direito colectivo, sem fins lucrativos, é delegação nacional da AMSAT, The Radio Amateur Satellite Corporation, e da ARISS, Amateur Radio on International Space Station. A AMRAD é um organismo de âmbito nacional. Estou inscrito na http://www.qrz.com/ O meu QSL Manager é o CT5HRG. Aguardo o vosso contacto.

Texto extraido do site