quinta-feira, 5 de abril de 2018

ACIDENTE DE TEIXEIRA DE SOUSA

Teixeira de Sousa em 1970, foto de Gonçalo de Carvalho

Memórias da minha guerra :
Este episódio que vos vou relatar, aconteceu fará este ano 49 anos, em Vila Teixeira de Sousa, hoje Luau - Moxico - Angola, junto à piscina, um local de lazer onde aos domingos e feriados se juntava a fina-flor desta vila, que aqui passavam o dia fazendo o seu pic-nic, conversando, nadando, estendendo-se ao sol, enfim era um dos costumes das gentes desta terra, e onde também não faltavam muitos militares incluindo eu, que também nesta piscina dei muitos mergulhos, braçadas e me estendi ao comprido na toalha. toalha essa que por acaso ainda hoje tenho de recordação.
Foto de Gonçalo de Carvalho
Continuando, era o dia 5 de Outubro de 1969, umas quatro horas da tarde, levantaram voo da pista desta vila dois bombardeiros T6 pertencentes ao AM do Cazombo e que tinham vindo até aqui em missão de reconhecimento, tendo almoçado em Teixeira de Sousa e aqui estado em convívio com amigos até à hora de partir. 
Levantaram voo, e como era feriado, foram dar uma volta pelos ares em cima da Piscina, fazendo umas piruetas para o pessoal que ali estava, e foi aqui que num voo rasante, mal calculado, um dos bombardeiros o 1792 embateu com uma das asas num dos alguns altos eucaliptos ali existentes, caindo de seguida, provocando a morte do cabo de manutenção de aeronaves Carlos Fialho, tendo sobrevivido o piloto António Sousa, mas com grande grau de queimaduras. 
Imagens do acidente do 1792, fotos de Orlando Coelho

Recordo o corpo do militar morto, carbonizado, com umas dimensões diminutas só não estando carbonizado a zona do abdómen.
Isto aconteceu a 5/10/69 em Vila Teixeira de Sousa - Angola , local onde eu tinha chegado à dois meses e pouco, 28/7/69. 

Publicado no grupo Teixeira de Sousa, do FB
Por Manuel Simões.

Sem comentários:

Enviar um comentário